sexta-feira, 23 de setembro de 2011


   

   Mas ela gosta de colecionar segredos. Coisas grandes, que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce, doce, extremamente doce, tão doce. E ela fica ali, mastigando alegrias.


Caio Fernando Abreu.



Quanto tempo, eu já nem sei mais o que é meu. Nem quando, nem onde.
Capital Inicial

12 comentários:

Itauanne disse...

nossa lindo..

http://intensamenteamor.blogspot.com/

Priscila Lima disse...

Eu simplesmente amo esse trecho! *-*

Muito bom!
Beijo

Luna Sanchez disse...

"Tudo que vai..."

Beijos.

Karine disse...

Seu blog é um doce querida!
E bom desde que entrei nesse mundo dos blogs, sou apaixonada pelos textos do Caio.
Bom ótimo fim de semana!
http://asoonhadora.blogspot.com

Anthony Dostoiévski disse...

É como intitulei um livro meu "o teatro da caixinha de segredos".
Sempre tão incerta a vida né?
enquanto isso vamos colecionando sorrisos...

braço e bom texto

Camila Sanches e Amanda Sanches disse...

CFA amo os textos dele *-*
otimo fds querida!
beijos:*

Biane disse...

e eu so exatamente assim...tenho uma caixinha onde eu guardo absolutamente tudo...ai papel de bombom que eu ganho! shuahuahsuahsuahs! beijos florrr

Alê disse...

Caio: eterno e perfeito!

Érika Santos ♥ disse...

tudo de caio é perfeito.
fico pasma com tanta perfeição nas palavras dele..
belo post.

bjos meus
te cuide

te seguindo viu..
passa cá: http://erikarayanaheart.blogspot.com/

Simone Lima disse...

Eu quero me impregnar de Caio... as palavras dele me fazem bem, bem, mesmo quando acho que tem tudo a ver comigo e choro feito boba.

Um beijoo'o, Nayara

Tina disse...

Muitos sorrisos, flores e cores pra vc.

Valeu a visita e o carinhoso comentário.

:)

deia.s disse...

Mastigando alegrias! *-*

http://amar-go.blogspot.com/