quinta-feira, 14 de julho de 2011

Afinal, o que é viver?

  
   Viver através de fatos, clichês e dizeres não é vida. Ah, mas se você fizer assim, vai acabar dando errado, experiência própria. E quem diz que conseguimos seguir um conselho? Este que nos foi dado com o intuito de não nos fazer sofrer. Temos um dispositivo dentro de nós que não permite, na maioria das vezes, andar pelos caminhos de quem um dia já passou e hoje nos diz “pode ou não pode”. Isso se chama vontade de viver. Como damos nome aquele sentimento interno de fazer tudo ao contrário? Pirraça. Talvez fosse isso. Sua mãe lhe diz: não coloque o dedo no fogo porque queima. Você segue? Sim, claro. Só depois de ter queimado o dedo, agora sabe que acontece de verdade. Alguém comenta cuidado ao relacionar-se com alguém, o amor dói. E você precisa namorar com o maior cafajeste para ter certeza.
   O mais adequado seria atravessar os dias ouvindo quem já passou por cada situação. Como disse, seria adequado. Cada um tem sua vida, seu jeito de analisar e sua sede voraz de errar. Afinal, é errando que se aprende não é? Então é preciso ver para crer, sentir para seguir, ousar para errar, experimentar para uma história formar.
   Não queremos existir baseado em fatos reais. Queremos o azedo, o lado amargo. Não apenas o doce do verbo viver.
Keeyla Nayara.

Como diz Martha Medeiros, viver TEM que ser perturbador.



Pronto Priscila postei ^^
Ela quem tanto insistiu para mim escrever >.<'
Fiquem com essa música perfeita de Legião Urbana.

5 comentários:

Priscila Daiana disse...

Pois é Keyla, realmente parece que nós temos um dispositivo interno que não nos permite andar pelos caminhos de quem um dia já passou, temos que "quebrar" a cara primeiro, para depois obedecer, não tem jeito, é sempre assim...

Ótimo post, adorei!
Espero que esse seja o 1° de muitos *-*

Beijoos e Sucesso!

Janaina Cruz disse...

Uma vida de marasmos não está mesmo com nada!!

Amei, sigo o blog com prazer.

Abraços e ótimo fim de semana

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi amiga Keyla, boa madrugada. Encontrei teu blog através do blog da nossa amiga Janaina Cruz e não resisti a tentação de vir até aqui dar uma espiadinha. Parabéns pelo teu trabalho. Abri,vi, li e gostei. Já sou teu seguidor e voltarei aqui muitas vezes ainda. Um beijo e um ótimo final de semana. Quebrar a cara faz parte do nosso aprendizado diário.

sawuelbruno™ disse...

" O mais adequado seria atravessar os dias ouvindo quem já passou por cada situação."
interessante ^^)

Parabens pelo texto Keyla, ficou super interessante
Att,
sawuelbruno™

................................
http://sawuelbruno.blogspot.com/

Pastelaria disse...

Olá Keeyla :=)

Já li.... vamos produzir
um beijinho desde este lado do mar


Teresa