segunda-feira, 11 de julho de 2011

Deixa... Deixa entrar.



A gente finge que arruma o guarda-roupa, arruma o quarto, arruma a bagunça. Tira aquele tanto de coisa que não serve, porque ocupar espaço com coisas velhas não dá. As coisas novas querem entrar, tanta coisa bonita nas lojas por aí. Mas a gente nunca tira tudo. Sempre as esconde aqui, esconde ali, finge para si mesmo que ainda serve. A gente sabe. Que tá curta, pequeno, apertado. É que a gente queria tanto. Tanto. Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Isso pode servir melhor para outra pessoa. Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perca de espaço, tempo, paciência e sentimento.Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa... Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça.

Caio Fernando Loureiro de Abreu

Venha comigo e curta a sensação
É só deixar rolar
Eu sou a pista, você é o avião
Te espero pra pousar. ♫
Jorge e Mateus. ♥

7 comentários:

Bixudipé disse...

Maravilhoso!

Adorei; abração.

Marcella Fernanda disse...

Esse texto é demaaaaais ! Postei até uma frase dele no meu facebook esses dias "Deixa.Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça."
Tá na hora né !

Beeeeijos meu bem.

♣Diogo boua sórte pra vc♣ disse...

Keeyla Nayara professora???


by: Diogo Dianiny

' Keeyla Nayara. disse...

Sim sim ;)

Fagner J. Faxina disse...

Acho que a pior parte em limpar a bagunça é sentir a notalgia pelas coisas que foram embora, e a melhor, é se afeiçoar sem pudor algum as coisas que estão por chegar.

Parabéns Keyla!
Sou grande fã do Blog. Otimo trabalho!

SILVIA PRATA disse...

Ei, Keyla! :)

Eu adoro o Caio Fernando Abreu. Esse texto ainda não conhecia... É muito verdadeiro isso: é preciso que a gente deixe ir o que está transbordando pra abrir espaço para o novo. E assim corremos o risco da (doce) surpresa no final: o novo pode superar todas as expectativas e transformar nosso destino (pra melhor).

Obrigada pelo carinho lá no Bate-Coração! Fiquei muito feliz com sua mensagem. É sempre bom saber que aquilo que escrevo toca alguém... Sempre sempre bem vinda ao blog.

Um beijo.

placco araujo disse...

Aonde estava você este tempo todo, que eu não te enxerguei??
Fui atraído para aqui, pelo nome do seu blog, e me encantei com o que vi!!